Browse By

CS:GO – Caminho ao Major: Vega Squadron [PGL Major Krakow]

Player alternativo (clique aqui para baixar):

Para o PGL Major Krakow 2017 preparamos novamente a nossa série de artigos “caminho ao major”, mas dessa com um complemento bastante diferente. Junto dos artigos, os leitores poderão ouvir um podcast de aproximadamente 20 minutos aprofundando um pouco mais sobre a equipe em questão.


Leonid “chopper” Vishnyakov
Dmitriy “jR” Chervak
Sergey “Keshandr” Nikishin
Nikolay “mir” Bityukov
Pavel “hutji” Lashkov

Mais uma equipe da região da ex-união soviética, a Vega Squadron chega ao PGL Major Krakow sendo a maior surpresa do primeiro semestre de 2017. Uma por conseguirem ainda no classificatório principal do ELEAGUE Major, mostrar um desempenho acima da média, batendo em boas equipes, como os lendários suecos do Ninjas in Pyjamas, dando início a um declínio ainda maior daquele quinteto.

A julgar pelo desempenho no CIS Minor para Krakow, ninguém esperava que o esquadrão russo chegaria com força no classificatório geral, ainda na seletiva local, tiveram dificuldade contra algumas equipes, como a Tengri, que saiu sendo o pior time do qualify geral disputado semanas atrás

A Vega chegava então como uma das incógnitas, mas logo tratou de mostrar que não tinha nada de ruim em ser desconhecida, e usou a força da surpresa para aplicar upstes na Optic e principalmente na dignitas, destruindo a nova equipe de Ricardo “fox” Pacheco na Inferno por 16 a 05.

Falando em mapas, a Vega tem Cache e Mirage como trunfos, mas em MD1 são tantos bans, que fica complicado precisar até onde os russos vão com isso. Outro ponto, é que os outros mapas que a equipe vem bem, são bastante tradicionais, como Inferno por exemplo. Por lá, várias equipes são boas, então não é especiaria apenas da Vega, o que provavelmente complicaria em partidas contra oponentes melhores preparados.

O ponto positivo é o momento que vive Nikolay “mir” Bityukov e Dmitriy “jR” Chervak. O primeiro sendo o destaque absoluto já a mais de 10 meses, enquanto que o segundo é hoje um dos melhores AWPs da região do CIS, ambos são pretendidos por grandes equipes, e colocados em organizações como Natus Vincere e FlipSid3 pelas bocas que já clamam por mudanças.

Já pelo lado negativo, o peso do primeiro major será perigoso se não souberem trabalhar com a pressão, ainda mais por estrear contra a Virtus.pro, não por ser um adversário dos melhores, mas pela divergência de experiência, uma equipe que não sente mais frio nenhum na barriga no maior torneio da categoria.

Confira a playlist com todos os programas dessa série.

A GCB Games fará a cobertura completa do PGL Major Krakow 2017.

Para mais artigos e notícias sobre eSports curta nossa página no Facebook.

Gosta do nosso trabalho? Considere participar de nossa campanha para custear o site, veja informações aqui.