Browse By

Colocado as mãos no Nintendo Switch – Primeiras impressões

A Nintendo possui uma mentalidade diferenciada do resto do mercado, seja relacionado aos jogo que produz, aos seus consoles ou ao modo que ela não sabe lidar com a internet e o multiplayer, ela é uma empresa que caminha seguindo suas próprias regras.

Obviamente que isso possui um ônus como o que ocorreu com o retubante fracasso que foi o WiiU, mas a Big N é uma empresa que pode se orgulhar de mudar as regras do mercado. Como comprovação disso, 03 de março de 2017 veio ao mercado o Nintendo Switch, seu mais novo console. E caso o caro leitor more em uma caverna, desde de março só se fala disso. Mas a questão é… por qual motivo o Switch vem atraindo tantos olhares?

Nintendo Switch nos apresenta um console de conceito hibrido, Portátil e de mesa, tudo isso focado na transição rápida e fácil de ambos os modos. A inserirmos a tela (o console propriamente dito) no dock, temos um console de mesa, e ao retirarmos, um console portátil. Simples, rápido e direto.

Esta provavelmente é umas primeiras características que temos deste console. Ele é intuitivo e elegante sem deixar de ser rápido e dinâmico. Seu menu pode ser considerado minimalista comparado a seus antecessores bastante sóbrio e de fácil entendimento.

Menus “minimalista” do Switch

A tela no modo portátil é bela, cristalina e responsiva tornando toda a experiencia no modo portátil bastante recompensadora e de qualidade. No seu modo console de mesa os jogos possuem bastante fluidez e os controles são precisos e bastante confortáveis na mão, tendo uma boa “pegada” mesmo utilizando apenas um dos joy-cons no modo “horizontal”, apesar de sua aparência frágil e pequeno, ele se adapta bem a mão e demostra robustez ao toque e manuseio.

Em ambos os modos, portátil ou de mesa, a resposta do console aos comandos é rápida e de certo modo você não encontra nenhum “engasgue” ou problemas de travamento (nas vezes que utilizei).

Seja jogando The legend of Zelda, Puyo Puyo Tetris ou Mario Kart 8 o console foi uma experiencia agradável e digna de nota e de desejo de compra.

De várias maneiras jogar o Nintendo Switch é algo animador, passando bastante a sensação de novo, algo bastante valioso na industria atual. O Switch esponta como um console repleto de possibilidade e agora cabe a Nintendo manter os jogos atrativos e o suporte a nova plataforma de modo a maximizar as infinitas possibilidades que ele apresenta.