Browse By

CS:GO – DreamHack Open Austin 2017: Dia 02 [Resumo]

O segundo dia de DreamHack Open Austin de CS:GO ficou reservado para a eliminação da equipe brasileira da Luminosity, além de belos confrontos decidindo as vagas para as semifinais do torneio.

Luminosity 0 vs. 2 Heroic

16 x 10 (Mirage)

Na Mirage, escolha da Luminosity, os brasileiros começaram melhor jogando de terrorista, garantindo os três primeiros rounds. Porém, ao longo dos anti-ecos adversário a LG não conseguiu juntar economia. Perdendo o primeiro round armado os brasileiros já foram para o eco. Tentando fazer entradas rápidas e muitas vezes sem sincronia, a Luminosity sofreu a virada. Enquanto a Heroic jogava o básico, fazendo os redomínios com tranquilidade. Só depois de sete rounds, que os brasileiros conseguiram ganhar um round armado, muito por conta de Gustavo ‘SHOOWTiME‘ Gonçalves, que garantiu um 3K de entry fragger.

A LG teve oportunidade de fechar o primeiro half com sete rounds, mas falhou ao executar a entrada no round econômico da Heroic e ficou com um prejuízo de cinco rounds: 05 a 10 para os dinamarqueses.

O segundo round pistol também foi para a equipe brasileira, garantindo novamente os rounds seguintes, encostando no placar. Mostrando uma ousadia, os players da LG começaram a avançar em posições, conquistando informações e garantindo o round. Porém, entendendo a forma de jogo da Luminosity, a Heroic começou a marcar posições e pegar as eliminações.

Ainda conseguindo ganhar rounds com muita dificuldade e sempre sofrendo quebras econômicas a Luminosity acabou perdendo por 10 a 16.

16 x 05 (Nuke)

Jogando na Nuke, mapa de escolha da Heroic, os brasileiros tiveram muita dificuldade desde o início. No lado terrorista, a LG mostrou muita dificuldade para fazer as entradas nos dois bombsites.

A Heroic aproveitava os avanços brasileiros, muitas vezes sem respawn, e conquistava a first kill, facilitando o round. O primeiro ponto brasileiro foi apenas no 13º round com um rush no bombsite A. Ao final do primeiro half a Heroic venceu por 13 a 2, ficando próximo da vitória.

Mesmo conquistando alguns rounds de contra-terrorista, a vantagem era muito grande e com calma a Heroic fechou o mapa em 16 a 5.

Liquid 1 vs. 2 G2

13 x 16 (Cobblestone)

Começando de CT na Cobbletsone a G2 garantiu o pistol e os antiecos, mas logo caiu no armado e tomou outros três rounds, ficando atrás no placar. O jogo era bastante disputado e as equipes conseguiam no máximo dois ou três rodadas consecutivas, até que seu ímpeto fosse quebrado. A metade disputada terminou em 8 x 7 para os norte-americanos.

O pistol da segunda metade foi para a Liquid que ainda conseguiu garantir os antiecos, antes que a história da primeira parte se repetisse, e o jogo se mostrasse parelho. Os franceses então conseguiram quatro rodadas em sequência e abrindo vantagem ficou um pouco mais tranquilo para levar a vitória, mas os norte-americanos continuaram insistindo e ainda arrancaram uma rodada ao fim, mas os europeus deram números finais a partida com um 13 x 16.

16 x 05 (Train)

Na Train a Liquid começou de CT e tirou bastante vantagem, vencendo o pistol e garantindo os antiecos, ams perdendo no primeiro armado. Os europeus conseguiram logo na sequência se recuperar e chegaram a empatar em 3 a 3, mas logo caíram na superioridade norte-americana no mapa que abriu larga vantagem e fechou a metade em 11 x 04.

Na segunda parte com o pistol e os antiecos vencidos ficou tranquilo para a Liquid vencer o mapa em 16 x 05.

09 x 16 (Nuke)

Começando de CT na Nuke os franceses tiraram muita vantagem, vencendo o pistol garantindo os antiecos e ainda o primeiro armado, os norte-americanos não conseguiam encaixar seu jogo na partida e aos poucos a G2 ia abrindo larga vantagem no placar. Expressivos 04 x 11 fecharam a metade do mapa.

O jogo ficou ainda mais para os europeus após vencerem o pistol e os antiecos também da segunda parte. (04 x 14). Porém, cinco rodadas por parte da Liquid parecia que novamente teríamos um jogo, mas não deu muito certo e os números finais foram 09 x 16.

HellRaisers 0 vs. 2 Heroic

02 x 16 (Nuke)

Na Nuke a Heroic se prevaleceu da vantagem de CT no mapa e abriu expressivos 04 x 11 na primeira metade.

Vencendo o pistol da segunda parte ficou tranquilo em fechar em 04 x 16.

11 x 16 (Inferno)

A exemplo do primeiro mapa a Heroic começou bem e venceu o pistol e logo emplacou outros cinco rounds em sequência, a HellRaisers de pouco conseguia fazer com Nikolaj “niko” Kristensen sendo imparável durante, fazendo com que a sua equipe abrisse expressivos 04 x 11 de terrorista na Inferno.

O pistol da segunda metade foi novamente para os dinamarqueses, porém a HellRaisers conseguiu voltar a partida marcando várias rodadas em sequência, encostando no placar, porém a diferença era tanta que deu tempo da Heroic voltar ao jogo e encaixar o 11 x 16 ao fim da partida.

Cloud 9 1 vs. 2 G2

12 x 16 (Cobblestone)

O primeiro mapa do confronto entre G2 e Cloud 9 foi na Cbble. Do lado terrorista, os americanos apresentaram um estilo de jogo eficaz se aproveitam das smokes ao longo de sua atuação do lado terrorista. Conseguindo terminar boa vantagem para jogar no lado contra terrorista (10-5).

Os franceses conseguiram equilibrar a partida na segunda metade, após defender os rounds anti-ecos. A C9 respondeu com dois em seqüência, retomando o controle da partida. Porém, Kenny “kennyS” Schrub, lembrando atuações passadas, comandou sua equipe para o 1 a 0 na serie, por 16 a 12.

16 x 12 (Inferno)

Mesmo vencendo o pistol na primeira metade a Cloud 9 deixou desandar o mapa, e logo os europeus tomaram a frente na partida e abriram boa vantagem no placar com um 05 x 10.

Na segunda parte a recuperação dos norte-americanos foi grandiosa, com Mike “shroud” Grzesiek sendo essencial. Com várias rodadas em sequência, a C9 chegou a parar, e os franceses estavam perto de retomar a frente no placar, mas um pause tático foi essencial, e os norte-americanos conseguiram terminar o processo de virada e fechar a partida em 16 x 12.

10 x 16 (Cache)

O mapa decisivo começou melhor para Cloud 9. Os americanos, jogando de terrorista, apesar de perderem o round pistol e conseguiram vencer os rounds seguintes, abrindo uma boa vantagem e venceram até o primeiro armado. Depois disso aconteceu um show individual dos franceses. Primeiro, Nathan ‘NBK-‘ Schmitt conseguiu um belo quad kill e depois Dan ‘apEX‘ Madesclaire com um belo clutch 1×3.

Vencendo seis rounds seguintes, a G2 garantiu a vitória no half por 9 a 6, muito por conta da mira dos seus players.

O segundo pistol do mapa foi para os americanos. Depois da G2 dominar o bombsite A e conseguir fazer o plant, a Cloud 9 trabalhou e fez o redomínio. Porém, no round forçado dos franceses a Cloud 9 não soube trabalhar a defesa e acabou perdendo o round decisivo, tendo que fazer round econômico. Vencendo cinco rounds seguidos, a G2 conseguiu aproveitar o fácil domínio do meio do mapa para ficar próximo da vitória.

Quebrado economicamente e precisando defender seis match points, a Cloud 9 conseguiu salvar um match point graças ao 4K de Jake ‘Stewie2K‘ Yip. Mas pouco adiantou.

Na segunda oportunidade de fechar, a G2 fez uma boa entrada no bombsite B e fechou a partida em 16 a 10.

Para os horários e tabela da DreamHack Austin 2017 visite nosso hotsite do evento.

Para mais artigos e notícias sobre eSports curta nossa página no Facebook.

Gosta do nosso trabalho? Considere participar de nossa campanha para custear o site, veja informações aqui.