Browse By

Resumo – ESL One Cologne 2016 – Dia 5

pasha

Para saber os detalhes do campeonato, confira nosso artigo de cobertura.

SK Gaming 2 vs. 1 Virtus.pro

fnx

Os brasileiros da SK Gaming venceram os poloneses da Virtus.pro por 2 a 1 em uma verdadeira batalha e garantiram vaga na grande final da ESL One Cologne 2016.

SK Gaming 17 x 19 Virtus.pro (Cobblestone)

A equipe brasileira conseguiu arrancar logo no começo vencendo o pistol e garantindo os anti-ecos pelo lado terrorista da cobblestone, no primeiro armado, os poloneses já mostraram que não estavam para brincadeira, vencendo e colocando os brasileiros em situação financeira complicada, fazendo perder os outros dois rounds da sequência, deixando o confronto empatado. Após isso começou a aparecer a estrela do veterano Wiktor “TaZ” Wojtas que no dia de hoje completa 30 anos e 33 dias sendo o jogador mais velho a atuar em um major, na outra rodada Wojtas ainda levou os cinco brasileiros para fazer o 3 x 5. Os polacos ainda conseguiriam vencer outro, antes que Epitacio “TACO” Pessoa abrisse bem o round com duas eliminações facilitando a entrada dos brasileiros no bombsite B. Empatando novamente a partida (6 x 6) a Virtus.pro voltou a vencer com Wiktor “TaZ” Wojtas  conseguindo outras três kill, e na sequência Janusz “Snax” Pogorzelski conseguindo três eliminações de AWP, fizeram a equipe polaca abrir 8 x 6 no placar e na ultima rodada coube a Paweł “byali” Bieliński eliminar também três adversários concretizando o sólido lado CT.

SK Gaming - ESL ONE cologne 2016

O pistol da segunda metade também foi para os brasileiros, com cada jogador eliminando um poloneses. A SK Gaming venceria então o forçado da VP e outro anti-eco antes que o primeiro armado fizesse um enorme susto na torcida brasileira, mas Gabriel “FalleN” Toledo trouxe de volta o round com três eliminações de AWP. (10 x 09) Depois da conquista de mais uma rodada por parte dos brasileiros, uma entrada polaca no bombsite B foi perfeita, fazendo Fallen guardar sua arma, deixando o jogo com placar encostado novamente.

Na sequência uma excelente descida de Jarosław “pashaBiceps” Jarząbkowski  novamente pela queda passando para meio, eliminando três jogadores deixando fácil para a entrada dos seus companheiros, a SK resolveu guardar novamente, fazendo o placar empatar em 11 x 11. A derrota levou os brasileiros para um forçado, que também não teve sucesso, fazendo a VP passar a frente no placar e os brasileiros pedirem um timeout. Os brasileiros decidiriam fazer apenas um pistolete, e quase que saíram com a vitória, quebrando vários jogadores poloneses. Parecia que tudo dava errado para os brasileiros, que perderam outro, antes de Fernando “fer” Alvarenga levar três e ajudar sua equipe a voltar para a partida.(12 x 14) O Virtus.pro então usou de experiência e fez seu timeout. Na volta da parada, os poloneses sucumbiram a excelência brasileira na defesa, empurrando novamente a VP para um pistolete, que não foi complicado com Gabriel “FalleN” Toledo conseguindo quatro eliminações magistrais. (14 x 14). O VP então faria outra entrada A, mas Gabriel “FalleN” Toledo estava um verdadeiro demônio e levando outros três polacos deu a vitória para os brasileiros. Com os poloneses um pouco forçados, sobrou uma AWP na mão de Filip “NEO” Kubski o veterano entrou de TEC-9, armou a C4 e num 1v2 eliminou Marcelo “coldzera” David e Epitacio “TACO” Pessoa, dando a sobrevida para sua equipe, levando a partida para o Overtime.

No tempo extra o Virtus.pro venceu o primeiro round, mesmo com Marcelo “coldzera” David levando dois jogadores, mas ficou complicado contra Janusz “Snax” Pogorzelski, que o levou de P250. Na sequência novamente caiu em Marcelo “coldzera” David no bombsite B, mas a estrela brasileira destruiu os europeus matando todos eles. Na sequência  a VP evitou o B, e fez uma entrada fundo-meio entrando e eliminando os brasileiros terminando o half em 16 x 17. Na segunda metade os brasileiros venceram empatando o placar, na sequência Filip “NEO” Kubski e Wiktor “TaZ” Wojtas conseguiram arrancar mais um round dos brasileiro, e na última rodada mesmo com Marcelo “coldzera” David no 1v2, conseguindo eliminar um jogador e armar a C4 novamente apareceu a calma de Filip “NEO” Kubski para garantir o round para os poloneses e dar a vitória no primeiro mapa. (17 x 19)

snax - esl one cologne 2016

SK Gaming 16 x 05 Virtus.pro (Nuke)

Os brasileiros venceram o pistol depois de quase estar perdido, Lincoln “fnx” Lau trouxe novamente com duas eliminações no bombsite B, sobrando então Filip “NEO” Kubski e Jarosław “pashaBiceps” Jarząbkowski, Marcelo “coldzera” David subiu no bomb A eliminou Kubski e com toda a calma sentou pra desarmar, Jarosław “pashaBiceps” Jarząbkowski  no terra avistou o brasileiro de costas, mas errou vários tiros não matando a tempo e deixando os brasileiros conquistarem o ponto. A SK ainda garantiu os anti-ecos, venceu o armado e colocou o Virtus.pro novamente num eco onde Gabriel “FalleN” Toledo levou três de UMP. Com 5 a 0 no placar, os europeus resolveram já pedir um timeout antes que a partida se perdesse. A parada deu resultado, com Wiktor “TaZ” Wojtas na volta levando três jogadores, mas logo após os brasileiros voltaram a vencer as rodadas em sequência aplicando o resultado para 7 x 1. Num eco dos polacos, Epitacio “TACO” Pessoa eliminou três adversário e garantiu o round.

pasha - esl one cologne 2016

Os brasileiros acabavam permitindo o plant dos polacos, fazendo com que eles estivessem sempre armados para os rounds, mesmo dificultando a SK abriu 10 x 01. Após isso os europeus conseguiriam duas rodadas em sequência, mostrando uma certa reação, mas os brasucas acabaram com a pseudo reviravolta enfiando outros dois rounds e fechando a metade em expressivos 12 x 03.

A Virtus.pro resolveu forçar a região da rampa com três jogadores no pistol, a ideia deu muito certo e os brasileiros caíram na estratégia polaca. Porém, os brasileiros vieram num eco só com uma scout em Gabriel “FalleN” Toledo, que não teve muito sucesso, no eco total os brasileiros foram novamente para a B e conquistaram o ponto faltando milésimos para Paweł “byali” Bieliński desarmar a bomba. A vitória deu boas forças para os brasileiros do lado TR, conseguindo outro round, jogando os europeus num eco. (14 x 05). Foi fácil então para os brasileiros vencerem o econômico e ainda na última rodada destruiu as defesas polonesas  e venceu o mapa. 16 x 05.

fnx - esl one cologne 2016

SK Gaming 16 x 12 Virtus.pro (Mirage)

Os brasileiros iniciaram bem novamente, conseguindo o pistol round e dois anti-ecos, porém no primeiro armado quem saiu com a vitória foi a equipe da Polônia. Mesmo armado os brasileiros falharam novamente, tentando fazer uma entrada no bombsite A, onde Paweł “byali” Bieliński eliminou dois adversários dando a vitória para a VP. A SK viria então para um pistolete, que não teve muito sucesso (3 x 3). Porém os europeus conseguiram dois rounds na sequência, fazendo os brasucas pedirem um timeout. (3 x 5). Na volta um eco por parte dos brasileiros deu mais uma rodada a favor da Virtus.pro, no armado, mais uma derrota para os brasileiros, mas TACOLD, a dupla brasileiro trouxe o animo novamente, voltando as chances brasileiras no mapa (4 x 7). Outra conquista brasuca, colocou os poloneses num forçado, mas a MAG-7 na mão de Jarosław “pashaBiceps” Jarząbkowski eliminou três brasileiros num lance magistral na van do bombsite B. Porém os brasileiros venceram outro, mas o bom momento de Janusz “Snax” Pogorzelski trouxe o último round do half para o Virtus.pro. (6 x 9)

A segunda metade começou com o pistol sendo para os brasileiros e os anti-ecos garantidos, empatando o confronto em 9 x 9. O primeiro armado também veio para nossos representantes com Fernando “fer” Alvarenga conseguindo três eliminações. Obrigados a fazer um econômico, o Virtus.pro voltou a perder, e na sequência perdeu mais outro com Lincoln “fnx” Lau destruindo a avançada terrorista com três eliminações (12 x 09). A equipe da Polônia pediu um timeout para tentar se ajustar, na volta conseguiram a vitória, mas perderam quatro armas. Na entrada polaca no bombsite A, Gabriel “FalleN” Toledo levou três jogadores garantindo o décimo terceiro ponto, a equipe de Jarosław “pashaBiceps” Jarząbkowski de nada pôde fazer no econômico perdendo outro. (14 x 10).

A Virtus.pro ainda voltaria a vencer, complicando um pouco o financeiro da SK Gaming. Depois de outro vencido, obrigou os brasucas a forçar, e mesmo com Jarosław “pashaBiceps” Jarząbkowski marotando levando dois jogadores, Fernando “fer” Alavarenga eliminou o polaco de deu o match point. No último round ficou fácil para vencer a partida e garantir a vaga na grande final!

sk gaming

Agora os brasileiros jogarão contra a Liquid na grande final do torneio.

A Team Liquid surpreendeu a todos vencendo a super campeã fnatic na semifinal da ESL One Cologne. Com duas vitórias por 13 x 16 os norte-americanos bateram os suecos e vão a grande final do major pela primeira vez, onde enfrentarão a equipe brasileira da SK Gaming.

fnatic 0 vs. 2 Liquid

PEACEMAKER

Em grande fase, a Liquid confirma a vitória sobre a Fnatic e garante a vaga na final do major.

fnatic 13 x 16 Liquid (Cobblestone)

A fnatic começou vencendo o pistol e os anti-ecos, mas perdeu o primeiro armado e dois outros em sequência para os norte-americanos. Os suecos voltaram a vencer, passando a frente no placar, mas a Liquid estava esperta e com Aleksandr “s1mple” Kostyliev sendo essencial garantiu outros quatro rounds abrindo vantagem na disputa (4 x 7). A recente adição da equipe, Josh “jdm64‘ Marzano, estava endiabrado e anotando eliminação atrás de eliminação, doutrinando a defesa sueca e abrindo cada vez mais vantagem para sua equipe. A fnatic ainda conseguiu vencer mais uma ao fim do half, ficando atrás por 05 x 10.

Na segunda metade a fnatic começou mostrando o sangue sueco com um ACE de Dennis “dennis” Edman com três balas inacreditáveis de P2000.

Os europeus ainda garantiriam os dois anti-ecos antes da Liquid voltar a vencer com Jonathan “EliGE” Jablonowski vencendo o 1v2 e desarmando a bomba. Porém a fnatic estava quase imparável, e voltou a vitória, levando outros dois rounds, na sequência, e coube a Robin “flusha” Rönnquist com um quadkill de MAC-10 garantir o resultado empatado no placar. (11 x 11). A fnatic então venceu dois rounds em sequência e quando todos achavam que seria fácil para os suecos fecharem a partida, os norte-americanos voltaram com tudo, Aleksandr “s1mple” Kostyliev conseguiu duas eliminações fazendo a sua equipe encostar no placar e tirar a fnatic de sua economia estável e Jonathan “EliGE” Jablonowski na outra rodada garantiu três eliminações fazendo sua equipe assumir a ponta novamente. (13 x 14). Os europeus novamente num eco de nada puderam fazer e no último round quem deu as caras foi Nick “nitr0” Cannella garantiu um quadkill e fechando a vitória da Liquid por 13 x 16.

elige

fnatic 13 x 16 Liquid (Cache)

Novamente com Dennis “dennis” Edman fazendo um lindo lance no round pistol a fnatic venceu e ainda garantiu os anti-ecos. Porém a solidez defensiva da Liquid surpreendeu, vencendo cinco rodadas em sequência sem ter problema algum e Jonathan “EliGE” Jablonowski novamente fazendo seu nome. (3 x 5). A doutrinação norte-americana não parava os suecos tentavam, mudavam estratégia, pediam timeout, mas de nada adiantava e o bom momento continuava, após 8 vitórias consecutivas por parte da Liquid a fnatic acordou e pontuou, mas teve seu ímpeto parado novamente com Aleksandr “s1mple” Kostyliev sendo o grande destaque dos rounds. Ao fim da primeira metade inacreditáveis 04 x 11 deixavam o torneio a poucos passos de uma final com gosto americano.

bandeira estados unidos ESL ONE COLOGNE 2016

Na segunda parte, a hegemonia sueca nos pistols continuou, e ainda garantiram os dois anti-ecos voltando com tudo na partida, ainda venceram o primeiro armado sem muito problema com uma entrada falha da Liquid no bombsite A. Depois quem tomou a frente na doutrinação foi os suecos vencendo outros cinco rodadas deixando o placar em 13 x 11. Depois de tantos rounds por parte dos europeus, os norte-americanos resolveram acordar e conseguir conquistar a vitória com três eliminações por parte de Aleksandr “s1mple” Kostyliev. Jonathan “EliGE” Jablonowski então foi incrível entrando meio, passando rua sem ninguém o ver, eliminando dois jogadores na região da toyota acabando novamente com a defesa do adversário, o jovem jogador ainda faria outras duas eliminações, para levar o empate novamente para o placar. 13 x 13.  Na sequência, novamente o fenômeno Jonathan “EliGE” Jablonowski conseguiu três eliminações destruindo os suecos. As economias da fnatic não estavam muito bem então resolveram fazer um eco, com apenas a AWP que sobrou do round anterior na mão de Freddy “KRIMZ” Johansson, mas que não serviu de muita coisa (13 x 15). No último round Jonathan “EliGE” Jablonowski eliminou dois, mas de seu time, algo aconteceu (festa para os conspirólogos de plantão.) Depois do backup do round, Jonathan “EliGE” Jablonowski eliminou mais três (adversários dessa vez) levando sua equipe a grande final da ESL One Cologne 2016.