Browse By

Dica Gamer da semana #14 – South Park: The Stick Of Truth

AUTOR: LUIZ FERNANDO COSTA
Depois
do hype gerado após o anúncio do próximo game da série, The Stick of Truth deve ser jogado antes de The Fractured but Whole. The Stick of Truth apareceu na mídia no
começo relativamente discreto, contudo teve uma repercussão extremamente alta na
mídia gamer, principalmente por ser um dos games mais divertidos criados
recentemente, sendo lançado para PS3,
Xbox 360 e PC. Nossa equipe já escreveu uma análise detalhada sobre The Stick of Truth, confira clicando aqui.
Com o enredo se passando
entre os mais marcantes acontecimentos da pequena e “fria” cidade de Soth Park, The Stick of Truth juntou os ingredientes necessários para o
sucesso. Juntando os icônicos personagens, com o humor polêmico e os
acontecimentos divertidos e improváveis do desenho animado, que obviamente faz
bastante sucesso, houve uma junção do que há de melhor da série e introduziram
dentro de um jogo de vídeo game, o resultado não poderia ser outro, um trabalho
criativo e divertido.
O enredo é bem simples;
trata-se de uma criança nova (nosso player) que chegou na cidade e tem a
perigosa tarefa de se enturmar com as crianças da região. Nada sobre nosso
passado é revelado logo de cara, sendo um dos mistérios desvendados do game.
Posteriormente encontramos um dos personagens da série, que após salvarmos ele
de uma briga quer mostrar sua gratidão nos apresentado ao grande mago (ninguém
menos que Cartman). Daí escolhemos
nosso nome, que independente de qual for seremos chamados de “babaca”.

As crianças estão brincando
de RPG, e Cartman nos revela alguns acontecimentos, nos apresenta o “Stick of Truth”, cajado que da a
pessoa todos os poderes do universo, esse que posteriormente é roubado e a
partir daí uma série de acontecimentos é desencadeado no bom e velho estilo sem
noção da série, enfrentando inimigos que vão desde outras crianças até animais
zumbis nazistas (resumindo: criatividade + humor).
O jogo funciona como um RPG.
Inicialmente criamos nosso personagem, podendo customizar a cor, roupa e
cabelo. Depois vamos às classes; estão disponíveis a de guerreiro, mago, judeu
(lembra do citado humor polêmico?), e ladrão (experimente criar um personagem
negro e escolher essa classe, lembra do citado humor polêmico? ²),
cada um obviamente com habilidades especiais. Funciona no sistema de turnos, e
podemos nos equipar com “magias” que geram status negativos no adversário
(como choque, fogo e nojo). O mapa também da destaque para alguns dos
principais acontecimentos da série animada, com ambientes lotados de
referências de episódios.
O jogo no geral é
simplesmente espetacular. Se você é fã da série ou  se simpatiza com ela, The Stick of Truth é um título obrigatório. Se você não acompanha,
sente interesse de jogar mas não sabe se vale a pena, pode apostar em jogar que
você não vai se decepcionar, obviamente entendendo que tudo não passa de uma
brincadeira e o principal foco é o humor, vendo por outra visão você pode achar
ofensivo e desrespeitoso. Acompanhe a GCB Games para mais detalhes sobre o lançamento de “The Fractured but Whole”, assim como dos demais games a serem ou
que foram lançados.

Leia mais